terça-feira, 5 de outubro de 2010

04/10

Uma banda qualquer tocava ao fundo, eu nem reparava, de vez em quando prestava atenção em algumas músicas conhecidas, mas sinceramente? Tava muito mais preocupada em me aquecer. E nesse momento eu encontro inesperadamente com seus braços. A lua estava apagada, tudo nublado, a rua estava escura. Não tinha nada de romântico na situação, mas eu me sentia uma personagem do romance mais lindo, apenas por estar conversando com você. Nunca me achei bonita, sempre me achei mais feia que as outras pessoas, que era irônica demais, que não era boa suficiente pra ninguém, muito menos pra ele, mas quando chegava perto eu sinceramente não me importava com nada disso. Na verdade, meu jeito mudava. Sempre que o encontrava, mesmo por pouco tempo, ficava com uma eletricidade no corpo, uma vontade de sorrir. E não conseguia esconder isso, por mais que eu tentava.